Top 5 melhores jogos independentes

Top 5 melhores jogos independentes

Jogos eletrônicos independentes, mais conhecidos como indie games ou jogos indie, são criados por uma pessoa ou pequenas equipes com ou sem investimento financeiro de publicadoras de jogos eletrônicos. Devido aos novos métodos de distribuição online e ferramentas de desenvolvimento, esses jogos têm aumentado bastante nos últimos anos.

Ainda há quem diga ''quais são'' e ''quais não são'' jogos independentes. No entanto, aquele jogo que foi produzido em um estúdio de maneira independente, sem financiamento externo, mesmo que hoje seja uma empresa bem grande e muito reconhecida no mercado, sim eles são indie games.

Separados detalhadamente, aqui estão os cinco melhores jogos independentes de todos os tempos.
Dê uma conferida!


#1 - Minecraft (MULTI-PLATAFORMA)


Este é um jogo conhecido mundialmente. O primeiro lançamento da versão oficial de Minecraft foi em 17 de maio de 2009, desenvolvido por Markus ''Notch'' Alexej Persson na empresa Mojang.

Com um mundo feito quase que 100% de blocos - pois a água no Minecraft não chega à ser quadrada, porém ela ocupa um bloco - Minecraft relembra muito  aqueles brinquedos de Lego onde se pode usar a criatividade para construir o que quiser. Em Minecraft não já uma lista de objetivos à serem cumpridos, porém o jogador poderá fazer milhares de coisas como: minerar para conseguir carvão, diamante, ferro; construir casas; construir paisagens; cuidar dos animais; e por aí vai...

Há muita coisa que pode ser feita dentro do jogo e se você tem um pouco de preconceito com esse tipo de gráfico (quadrado), dê uma conferida do game para saber se vale a pena jogar ou não. Afinal, o gosto varia de pessoa para pessoa.


#2 - Bastion (MULTI-PLATAFORMA)


Desenvolvido pela Supergiant Games e publicado pela Warner Bros. Interactive Entertainment, Bastio é um game de ação onde o jogador irá controlar ''The Kid'', enfrentando inimigos de diversos tipos em um ambiente ultra-fantástico. Seu designer é bem parecido com uma pintura feita à mão, porém muito perfeita em cada detalhe, é um jogo bidimensional contando com uma câmera isométrica que dá um toque extra durante as horas de entretenimento.


#3 - Amnesia: The Dark Descent (MULTI-PLATAFORMA)


Antes conhecido como Lux Tenebras ou Unknown, este trata-se de um game de terror, ação e aventura desenvolvido pela Frictional Games, a mesma empresa que trabalhou na série ''Penumbra''.

Daniel (protagonista) está desarmado e deve explorar os pontos mais escuros de um castelo, devendo evitar os obstáculos e algumas aparições horríveis em seu caminho. Durante o game é necessário que o jogador resolva alguns enigmas para que aos poucos a memória de Daniel seja recuperada - não é atoa que o nome do jogo é esse.

O jogador poderá usar os armários e o portas como esconderijo para Daniel, de forma que impeça que os monstros o encontre. Evite contato visual direto com os monstros, pois o protagonista poderá desmaiar.


#4 - Braid (MULTI-PLATAFORMA)


O jogo foi desenvolvido pela Number None, Inc. em agosto de 2008 para o serviço Xbox Live Arcade, do Xbox 360 e atualmente disponível para várias plataformas.

O jogador controla o personagem Tim em resgate da princesa que está nas mãos de um ser maligno. Várias pistas são encontradas durante o jogo para ajudarem numa possível resolução dos problemas, porém elas são como enigmas e se o jogador não estiver atento, poderá demorar mais do que parece. As pistas revelam várias coisas como: uma fábula de um relacionamento trêmulo; ou até o desenvolvimento de uma bomba. O jogador deverá derrotar inimigos, escalar, solucionar enigmas, correr e pular - lógico, que com o protagonista.


#5 - Journey (PS3 E PS4)


Desenvolvido em 13 de março de 2012 pela Thatgamecompany. Em Journey, o jogador estará controlando uma criatura bastante estranha que vaga pelo deserto cheio de templos abandonados e ruínas estranhíssimas.

Pelo que se sabe, o objetivo do jogo é seguir uma grande montanha que aparece logo na introdução. O game não possui nenhum tipo de fala ou texto, ele é recheado apenas por uma incrível trilha sonora e sons que são emitidos pelo(a) estranho(a) protagonista.

É possível cruzar com o caminho de um outro jogador conectado, fazendo então a emissão de sons par se comunicarem e quem sabe fazerem um parceria - é um jogo muito esquisito, porém é bem interessante saber como ele exatamente é.


RECOMENDAÇÃO EXTRA EM VÍDEO

Para finalizar, há um sexto indie game fantástico. É um RPG jogado a partir de uma perspectiva de cima para baixo, onde o jogador deverá assumir o controle de um preso que está em busca de fugir de prisões de dificuldades crescentes.

Sem mais detalhes, assista ao vídeo abaixo e inscreva-se no canal para MAIS assuntos que lhe darão entretenimento garantido!



Canal Parceiro >> Random Geek.

Deixe de preguiça e comente a sua opinião aqui embaixo! =)