Viciar em Minecraft faz mal?

Viciar em Minecraft faz mal?

Com blocos, tudo pode ser criado em Minecraft.
Lançado em 2011 pelo sueco Markus Persson, Minecraft é um jogo multiplataforma (funciona em vários dispositivos, inclusive o Android) mundialmente conhecido por um público bastante variado, mas principalmente por meninos e meninas de 8 a 10 anos de idade. Desde então, pode-se estimar uma faixa de 100 milhões de fãs no mundo inteiro.

Acho que o Youtube está mais que cheio de tantos vídeos sobre o mesmo game, Minecraft, estima-se que existe mais de 40 milhões de vídeos sobre ele. Em 2014, a gigante Microsoft desembolsou 2,5 BI de dólares para tornar-se proprietária da marca.


Tá, mas esse jogo faz bem para os meus filhos?

Como resposta padrão para quase tudo: -Uso em excesso torna-se prejudicial! Moderado, é ótimo!

Um dos maiores problemas é quando se trata de algo extremamente viciante, mesmo que fuja dos padrões dos games eletrônicos da atualidade. Minecraft foi desenvolvido seguindo o padrão sandbox (caixa de areia, em referência ao brinquedo de parquinho infantil), no qual torna um game sem objetivo final. Na verdade, para não dizer que o Minecraft é um jogo sem objetivo e acabar tornando ele sem sentido algum, a única coisa que se deve fazer é sobreviver.


Lembra do LEGO?

Minecraft segue o mesmo padrão. Empilhar blocos para construir o que você realmente quiser. Sem contar também que na verdade é tudo quadrado dentro do jogo, de animais, monstros e pessoas a vilas, metrópoles e castelos.

E o vício?

Você pode jogar Minecraft continuamente, sem parar nem um segundo sequer, pelo resto de sua vida - se você sobreviver a realidade, lógico.

"Se você é um adulto que se vê dragado pelo mundo do Minecraft por meio de uma criança, vai se sentir num universo paralelo torto. Vai até parecer que seus filhos falam outra língua", escreveu a canadense Cori Dusmann - mãe de um desses jogadores de 15 anos - em The Minecraft Guide for Parents (O Guia de Minecraft para Pais).

Para Dusmann, a melhor maneira de combater a jogatina excessiva é você se envolver com o hábito do seu filho e definir os limites de tempo.

E se jogado moderadamente?

Isso é bem claro que se tudo que tiver de fazer for moderado sempre será ótimo, pois não trará problemas futuros. Tudo em excesso sempre dá problemas!

No caso do Minecraft, se jogado moderadamente, pode-se exercitar o raciocínio, a lógica, o pensamento estratégico e habilidades de matemática e engenharia. Se os blocos forem colocados erroneamente, o seu castelo ficará com uma aparência estranha da que você pensava. Em Nova York, o professor Joel Levin educa  crianças de 7 a 8 anos e notou tais benefícios ao utilizar o game para realizar construções utilizando conceitos matemáticos. Levin fundou o MinecraftEdu por ter obtido tanta inspiração com a experiência!

MinecraftEdu é um programa que ajuda colegas a fazer do jogo uma forma de ensino. É um grande sucesso e já são cerca de 5.500 professores adeptos em quarenta países.


2 comentários

avatar
×

mano sou o MarcosGamePlayer e venho parabenizar esse site por fato de obter conteúdos excelentes

avatar
×

Grande Marcos! ^^ Valeu irmão! - É bom saber que o Geek Coming serve para alguma coisa. XD

Deixe de preguiça e comente a sua opinião aqui embaixo! =)