Vamos jogar RPG de Mesa!

Vamos jogar RPG de Mesa!


Você já jogou RPG de mesa? Quer saber o que é e com funciona?

Continua aqui comigo, pois você vai saber até como criar o seu próprio passatempo, mas claro que isso é apenas um resumo de tudo. Futuramente talvez nós possamos passar um tutorial detalhado pra você.



Como funciona o RPG de mesa?


RPG (Role Playing Game) ou jogo de interpretação de papéis, no qual existe uma pessoa que controla o mestre que comanda a história, NPCs (Non Player Character que são os personagens não controlados como os pedestres do GTA, porém no RPG de Mesa, o Mestre os controla), ambiente, inimigos, aliados, animais, acontecimentos, todo o universo… Os outros jogadores que podem ser à partir de 1, mas geralmente são de 2 a 10, porém costuma ficar melhor com 1 mestre e cerca de 4 pessoas controlando outros personagens criados por elas mesmas ou um personagem existente se o RPG for de algum universo existente como desenhos, animes, filmes, jogos, livros, séries, etc…



Resumidamente

Suponhamos que estamos jogando um RPG dos Cavaleiros do Zodíaco e eu sou o mestre. Darei a liberdade para você escolher algum dos Cavaleiros de Bronze. Se você escolher o Seiya, por exemplo, vai jogar com ele mesmo. Já o seu amigo escolhe o Shun (HAAAA GAYYY), ele jogará com o personagem escolhido e eu o mestre irei controlar o resto do universo, pessoas, monstros, eventos, etc…


Temática do jogo

O tema do jogo de RPG de Mesa pode ser sobre tudo. Medievais épicos com criaturas mágicas, medieval igual a vida real, futurista, sobre piratas, luta, vampiros, Super-Heróis, Cyberpunk, apocalipse zumbi, histórias bíblicas ou qualquer outro tema que a sua mente consiga criar.


Jogando com a galera!

Após comprar algo saudável para comer e beber - salgados gordurosos e refrigerantes são sempre boas combinações -, reúna a galera na mesa. Você deve criar a ficha de seu personagem de acordo com o RPG, terão diferentes opções, mas suponhamos que seja um medieval épico, então é só começar.

Quando você notar, já criou um Orc Bárbaro, filho bastardo de um rei Orc, que reside em uma cidadela de Orcs na cordilheira prateada, onde se encontram ovos de dragões e seu personagem procura vingança contra o próprio pai.

Seu amigo criou uma Assassina Mercenária Vampira que abusa da sua sensualidade para matar pessoas com grande influência.

Então durante o jogo, o mestre vai conduzir e, você (Orc Bárbaro) e o outro jogador (Assassina Mercenária Vampira) se encontram em um festival de magia da cidade, mas durante o evento a cidade é atacada por um grupo de Elfos Ladrões. Vocês são obrigados à lutar e assim passam a se conhecer, descobrindo até que ambos têm o mesmo interesse, destruir o Rei Orc.

Perceba que com isso já temos uma aventura iniciada e um objetivo principal, mas é claro que muita coisa ocorrerá nessa aventura.

Um bom RPG de Mesa tem possibilidades infinitas e o limite sempre será a criatividade e, em situações difíceis alguém pode encontrar soluções que nem mesmo o mestre da partida havia pensado em situações difíceis, isso acontece muitas vezes.



Cara, eu curti muito a ideia e agora quero jogar. Como eu começo?

Você pode comprar um KIT RPG de Mesa (já pronto) contendo: Livro do Jogador, Livro do Mestre, Fichas de Dados, etc... No entanto, você pode simplesmente criar o seu, inventando itens, inimigos, cidades e aventuras, podendo usar coisas, livremente, já existentes como, por exemplo, se eu quiser, posso colocar a varinha do Harry Potter em meu RPG de Mesa. Vou dar alguns exemplos de itens básicos.
-Espada de Ferro: +3 ATK
-Espada de Prata: + 5 ATK
-Espada de Prata (refinada): +8 ATK
-Espada de Prata (duas mãos): +12 ATK
-Elmo de Aço: +6 DEF
-Elmo de Prata: +8 DEF
-Elmo de Aço Mágico: +6 DEF / +2 DEF MAG


Juntamente com esses itens que citei acima, podemos inserir também os peitorais, arcos, machados, lanças, marretas, facas, poções, matérias, livros, pergaminhos, anéis, braceletes, alimentos e qualquer outra coisa que você acha que pode ser inserida no jogo.

Os RPGs de Mesa favoritos da galera continuam sendo os medievais, sejam já existentes como D&D (Dungeons and Dragons) que foi o primeiro RPG de Mesa criado no ano de 1974 por Gary Gygax e Dave Arneson. 




Resumo da história de criação do D&D (Dungeons and Dragons)

Vou falar um pouco do D&D para você entender melhor sobre o RPG de Mesa.

Começou apenas como uma modificação de um jogo de tabuleiro, estratégico. Ao invés de ter tropas, você controla seu personagem separadamente, logo o jogo foi melhorado em mais de 8000% e nasceu o D&D.

No decorrer do tempo, novos RPGs de Mesa foram criados e lançados no mercado, incluindo as mais diversas temáticas, assim criando um Império dos maiores jogos não virtuais da história.

Já que nem tudo são flores, assim como ocorreu com games, magic, rock and roll, animes, mangas, hqs, etc... RPGs de Mesa também foram tachados como coisas do demônio - até parece que o capeta teria bom gosto -.

Em 1980 foi lançado o filme Mazes and Monsters baseado no RPG, porém foi muito criticado pela forma que representou os jogos de merda e jogadores inúteis, mas em 1993 foi lançado a animação Caverna do Dragão e essa sim teve um resultado excelente com ótima qualidade, boa repercussão, enfim, ficou excelente.






Sim, aquele desenho que você assistia quando pequeno e que não tem final, afinal ninguém nunca foi para casa. Uma curiosidade incrível é que o Mestre dos Magos chama-se originalmente de Dungeon Master, sim ele é o mestre da partida e isso explica o motivo para ele aparecer, dar uma missão e “sumir”, porém como ele controla tudo que ocorre, tecnicamente sempre estava lá, enquanto isso a equipe trabalha em união para cumprirem a missão e resolverem seus problemas. O Mestre dos Magos aparece no decorrer do tempo apenas para dar algumas dicas. Viu como Caverna do Dragão é um RPG, mas transformado em um desenho? Demais, né?


Mais um pouco sobre como funciona o RPG de Mesa com a minha experiência

O tempo de partida pode variar bastante, um dia, um final de semana, alguns meses ou até anos e eu tenho uma experiência com RPG que é impossível não contar. Era um RPG chamado Cristal Hunter (Direitos Reservados) que foi criado pelo meu primo. Existiam cristais com criaturas dentro deles na qual você gastava a energia de sua alma para invocar, mas com o tempo eu deixei isso de lado virei ladino, enfrentei piratas fantasmas, fui parar em uma cidade subterrânea povoada por esqueletos, passei pela Cidade dos Clérigos Brancos e dos Clérigos Negros, enfrentei dragonetes - são bem semelhantes aos dragões, mas em tamanho reduzido -, fui amaldiçoado, encontrei um viajante do tempo, me transformei em um Anurídio - são quimeras metade humano, metade sapo, extremamente musculosa e eu como Anurídio, era mais forte que o Léo Stronda e me alimentava de carne humana após vencer meus inimigos ao som de Mein Teil do Rammstein -. Cheguei no final do RPG invadindo o Olimpo e com uma Esfera Mágica - que não me lembro de onde saiu - destruímos tudo e matamos os Deuses. Isso deu uma merda gigantesca e foi como se a terra - na verdade era um planeta chamado Gaia - entrasse em anarquia. Comecei como um simples Treinador Pokémon - ops, Crystal Hunter - e terminei destruindo o planeta.


Não tenho amigos que gostam de RPG. Vou jogar sozinho?

Se você não tem amigos que gostam de RPG de Mesa, a única solução é conhecer pessoas pela internet e jogar por lá mesmo. Existem grupos de RPG no Facebook e Whatsapp que você pode conhecer e jogar. Encontramos até mesmo via Skype e usando sites que dão suporte para rolagem de dados e coisas do tipo. Um exemplo de site é o RRPG com o aplicativo RPG Firecast. A comunidade de RPG é bem grande no Brasil. Infelizmente eu não tenho nenhuma história e interessante jogando dessa maneira, pois joguei pouco, mas se você procurar provavelmente vai se divertir bastante. Na minha opinião, eu prefiro muito mais jogar junto com a galera em uma mesa, zoando bastante e comendo muita coisa saudável.
Acho que consegui explicar bem para você sobre RPG de Mesa, mas não deixe de comentar algo para nós por aqui. Já tem uma experiência com esse tipo de jogo? Conta pra gente!

Deixe de preguiça e comente a sua opinião aqui embaixo! =)