O terror do navio Ourang Medan!

O terror do navio Ourang Medan!
O navio fantasma, Ourang Medan

O Ourang Medan era um navio fantasma dos anos 40 que tornou-se um naufrágio na Indonésia depois de toda sua tripulação morrer de maneira bastante duvidosa. A marinha não conseguiu encontrar nenhum tipo de registro com o nome dessa embarcação, tampouco alguma investigação sobre o seu destino e afirma que a história é apenas fictícia.


O que aconteceu?

Haviam dois navios americanos não muito longe durante a navegação do Ourang Medan nas rotas comerciais do Estreito de Malaca na Indonésia e quando se menos esperava surgiram inúmeros sinais de S.O.S criptografados que chegaram até os navios próximos.

De acordo com o jornal Locomotief em 1948, a primeira mensagem captada pela torre de rádio foi a seguinte:
Pedimos o auxílio de qualquer embarcação próxima. Todos os oficiais, inclusive o capitão, estão mortos, caídos na sala de mapas e na ponte. Provavelmente toda a tripulação está morta.
 Eram vários sinais criptografados e o não menos assustador foi o código morse:

Vou... Morrer...
O navio norte-americano Silver Star estava mais próximo do Ourang Medan e imediatamente alterou sua rota para o navio que pedia socorro. Horas depois o Silver Star chega ao local, a tripulação precisou usar apitos e sinalização para entrar em contato, mas não receberam nenhuma resposta. O capitão entendeu que aquilo era mais sério do que ele imaginava e decidiu entrar no Ourang Medan, mas ele não sabia o que poderia encontrar lá dentro.

Não foi encontrado nenhum sinal de vida no convés do navio e o deck estava cheio de cadáveres, tinha até um cachorro da raça Pastor Alemão que aparentemente era o mascote da embarcação, nenhum sobrevivente e foi aí que o capitão do Silver Star acreditou ainda mais que o S.O.S não foi um exagero.

Ao analisar rapidamente os cadáveres, parecia que eles estavam em uma "posição padrão", olhos arregalados, braços esticados como se quisessem pegar alguma coisa e o rosto com uma forte expressão de dor. O oficial de comunicação do Ourang Medan ainda estava no seu posto com os dedos sob o telégrafo, mas estava na mesma maneira que as outras vítimas. O porão da embarcação estava com uma característica anormal demais, lá dentro estava com uma temperatura muito fria.

A tripulação do Silver Star optou por rebocar o Ourang Medan até o porto para que a polícia e os peritos pudessem avaliar a situação. No entanto, não houve tempo suficiente, pois o Ourang Medan começou a ser coberto por uma fumaça interminável que saía das plataformas baixas da embarcação. Não tendo mais nada a se fazer, o navio Ourang Medan foi consumido em uma grande explosão e em seguida o naufrágio.


Supostas teorias

Existem apenas três teorias sobre o caso do navio Ourang Medan que são mais vistas e comentadas pelas pessoas.


Envenenamento por monóxido de carbono

Com o mal funcionamento do sistema de caldeira do navio, acabou por deixar escapar o monóxido de carbono - nada mais é que um gás inflamável, incolor e inodoro, muito perigoso - que causou a morte de toda a tripulação e em seguida gerando levemente um fogo incontrolável que levou a total destruição do Ourang Medan.


Contrabando de carga perigosa sem a devida segurança

Dizem que o capitão do Ourang Medan estava envolvido com contrabando de materiais químicos, tais como: Nitroglicerina e Cianeto de Potássio. A água do mar teria entrado por alguma brecha no porão do navio e acabou tendo reação com o Cianeto de Potássio, assim liberando gases tóxicos, causando asfixia e envenenamento na tripulação. Logo depois a água do mar entrou em contato com a Nitroglicerina, o que fez causou fogo e em seguida a explosão.


Ataque de OVNIS

A última teoria é de que o navio teria sido atacado por OVNIS ou até mesmo alguma força paranormal. A história apareceu em várias revistas e livros, começando no artigo de 1953 da revista Fate Magazine. O autor Jessup e várias outras fontes especulam que não há nenhum causa de morte natural, assim como as expressões de dor nos rostos das vítimas e os braços esticados eram suas últimas reações diante de algum inimigo desconhecido.


Esta é mais uma história bastante conhecida. Não sou nenhum pesquisador e nem estive no local para afirmar se é verdade ou mentira, mas é interessante deixar que nossas mentes reflitam.

Não esqueça de deixar o seu comentário sobre o que achou deste artigo. Vamos interagir!

Deixe de preguiça e comente a sua opinião aqui embaixo! =)